Apesar do grande número de pessoas desempregadas e de outras problemáticas relacionadas à economia, o mercado imobiliário cresceu 10% no primeiro semestre deste ano. Portanto, o número de venda de imóveis e de aluguel de propriedades alavancou nos primeiros 6 meses de 2019.

Se você é um investidor do mercado imobiliário ou pretende comprar e alugar imóveis, entenda como esse setor alavancou, e quais são as expectativas desse ramo nos próximos meses deste ano.

Quais foram os motivos do aumento da venda de imóveis?

Os profissionais e as empresas comemoraram o aumento da venda de imóveis, no entanto as expectativas eram ainda maiores: a tendência é que a melhoria fosse de pelo menos 15%, por conta da esperança em relação às eleições e as novas reformas do governo.

A melhoria deu-se principalmente por conta da alta demanda por imóveis que se encontrava reprimida nos últimos 5 anos. Além disso, os grandes feirões de imóveis ajudaram diversas pessoas a obter a sua residência, seja através da compra ou do aluguel.

Portanto, o mercado estagnado e as grandes ofertas foram cruciais para provocar melhorias na venda e no aluguel de imóveis no começo deste ano.

Quais são as expectativas para os próximos meses?

Os grandes especialistas apontam que haverá ainda mais melhorias no mercado imobiliário nos próximos meses, mas eles indicam também que é necessário ter cautela, afinal o país não se encontra em um contexto econômico favorável.

Portanto, se o seu objetivo é investir em propriedades, terrenos e imóveis, a nossa recomendação é que você tenha bastante cuidado, faça baixas aplicações financeiras nesse mercado e realize estudos antes de fazer qualquer investimento.

Afinal, por mais que tenha ocorrido um aumento da venda de imóveis, o futuro econômico do Brasil se encontra bastante imprevisível nesse ramo. Então, estude os seus investimentos e procure realizar os seus negócios com bastante cautela!