Você sabia que o banco Bradesco se tornou o líder no quesito empréstimos imobiliários com recursos da poupança, superando até mesmo a Caixa Econômica Federal? Ele atingiu os R$ 15,1 bilhões de reais emprestados para compra e construção de imóveis!

Isso aconteceu devido à grande concessão de crédito imobiliário fornecida pelo Bradesco no ano passado, enquanto que a Caixa deu uma parada nos empréstimos vinculados ao financiamento habitacional, por conta da carência de recursos do banco, que mesmo assim ficou em segundo lugar no ranking.

Além da disputa pela liderança entre os bancos, temos outra excelente notícia: os empréstimos bancários relacionados ao setor de imóveis tiveram um grande salto, e tudo indica que a sua economia vai ser ainda mais forte neste ano.

Para que você possa entender mais sobre o ranking dos bancos no quesito empréstimos imobiliários, separamos algumas informações importantes nesse post. Então confira, e saiba mais!

Qual o ranking dos bancos em relação aos empréstimos imobiliários?

O primeiro lugar ficou com o Bradesco, o segundo com a Caixa que é um dos bancos mais populares quando o assunto é habitação, e que desembolsou R$ 13,2 bilhões de reais relacionados ao setor de imóveis, e o terceiro com o Itaú que emprestou R$ 12,1 bilhões.

Depois desses bancos vêm o Santander em quarto lugar com R$ 10,2 bilhões, e o Banco do Brasil com R$ 5,1 milhões, em quinto lugar.

No entanto, quanto às concessões de créditos imobiliários que são subsidiados pelo FGTS, a Caixa continua em primeiro lugar, afinal esse banco é responsável por operar o programa “Minha Casa, Minha Vida”.

Como o Bradesco conseguiu superar o posicionamento da Caixa no ranking?

Os bancos privados estão cada vez mais populares em relação ao financiamento habitacional, e o Bradesco é o principal deles.

Afinal a maioria dos bancos públicos, e principalmente a Caixa estão focados em atender a demanda das pessoas que possuem baixa renda, e por isso o banco não consegue suprir as necessidades da outra parte da população.

Sem falar que a taxa de juros da Caixa aumentou nos últimos anos, e por isso o empréstimo imobiliário vinculado ao banco já não é mais tão atrativo como nos períodos anteriores.

Assim, percebendo esse cenário econômico, o Bradesco procurou atender toda a demanda que estava carente de um banco que auxiliasse nesse processo, e por isso em 2018 conseguiu ultrapassar a Caixa nesse quesito.